Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 31 de julho de 2015

EDUCAÇÃO: Mapeamento identifica experiências que mostram tendências na educação

Por que as carteiras enfileiradas são frequentes nas salas de aula? Por que o método de ensino normalmente é expositivo? Por que as aulas precisam começar às 7h da manhã? Por que estudantes não podem usar celular? Estes são questionamentos comuns entre aqueles que defendem uma escola conectada com a realidade, fora dos muros escolares. Um mapeamento coordenado pelo Instituto Inspirare, em 30 países, identificou 96 experiências (15 delas do Brasil) que inovam na prática pedagógica, a partir de cinco tendências que aproximam a prática educacional das exigências do século 21.

Anna Penido, diretora do Instituto Inspirare, diz que "temos pouco uso de tecnologia", e a manutenção de horários e arquiteturas persiste há séculos, da mesma forma. São as mesmas metodologias dos tempos de nossos avós, segundo ela, mas hoje temos alunos muito diferentes e sociedade diferente", que demanda outras competências desses alunos. Portanto, o questionamento atual, acrescentou, é "como transformar essa realidade? 
As experiências foram indicadas por um grupo de especialistas, com base em competências para o século 21, personalização, experimentação, uso do território e novas certificações.

Uma dessas experiências selecionadas foi em Campo Limpo, periferia da zona sul de São Paulo. A escola do bairro ensina a jovens e adultos, a partir de 15 anos, que, por várias razões, não se mantiveram na escola regular. Jovens expulsos de outras escolas, trabalhadores que voltaram a estudar, adolescentes que cumprem medida socioeducativa e dependentes químicos, dentre outros. Sob direção da educadora Eda Luiz, o modelo tradicional de disciplinas, turno escolar e avaliação foi subvertido, tornando-os flexíveis, o que contribuiu para diminuir a evasão.

A escola tem seis turnos de duas horas e meia, cada, cobrindo manhã, tarde e noite. Os estudantes são divididos em módulos, de acordo com o nível de conhecimento, e têm flexibilidade para assistir aulas em horário diferente do que está matriculado. As disciplinas foram substituídas por áreas de conhecimento, como linguagens e códigos, ciências humanas, ciências do pensamento e ensaios logísticos e artísticos. Em vez de prova, os alunos fazem um trabalho que dura seis meses e envolve toda a escola. O resultado vira uma intervenção no bairro. Em 2007, o projeto da escola foi base para mudanças em toda a rede municipal.

No InnoveEdu é possível identificar o tipo de experiência em que se busca inspiração. A escola de Campo Limpo, por exemplo, atende à tendência de personalização, ao flexibilizar horários e disciplinas; estimula a experimentação, a partir de projetos que integram toda a escola; e gera produtos concretos, usados na comunidade. Também é possível saber o grau de uso de tecnologia, o número de pessoas impactadas, a idade dos beneficiários e fases do projeto. De acordo com a diretora do Inspirare, essas informações têm como foco professores, formuladores de políticas públicas e empreendedores sociais.

Anna Penido chama a atenção para os prejuízos de uma escola que não está atenta a essas tendências. Segundo ela, uma escola desconectada [com a realidade] gera baixo engajamento dos alunos, que não veem utilidade nem têm entusiasmo para estar ali. A gente vê os alunos saindo despreparados para enfrentar os desafios na vida, seja pessoal, profissional e também como cidadão.

Ela lembra que a necessidade de transformações na educação não é uma peculiaridade do Brasil, mas sim, um desafio global. Tanto, que esse padrão de escola está presente em todos os lugares do mundo. "A gente tem exemplos disruptivos [interrompem o seguimento normal de um processo], que fazem uma escola diferente, que destacamos na plataforma, mas a maioria delas é semelhante, avaliou. Segundo ela, o salto qualitativo que se almeja na educação brasileira deve ser dado com o novo modelo de escola.

Fonte: Agência Brasil

CAPACITAÇÃO: Oficina de contação de histórias para professores


SPORT: A frequência nos jogos do Sport tem aumentado proporcional ao desempenho do time no campeonato.

Imagem: Reprodução internet
Demorou, mas enfim a torcida do Sport parece ter abraçado o time nesse Campeonato Brasileiro. Com uma campanha sólida na briga pelo G4, a média de público pagante do clube na Série A praticamente dobrou em pouco mais de um mês. Relação diretamente proporcional a regularidade da equipe e aos mandos de campo na Arena Pernambuco. Nos quatro primeiros compromissos como mandante na competição, todos realizados na Ilha do Retiro, o Leão amargava uma média de apenas 8.916 pagantes, a pior no Nacional desde 1997. Números que passaram a ser turbinados a partir do jogo contra o Vasco, o primeiro disputado em São Lourenço da Mata. Com os quatro jogos seguintes em casa (três na Arena), a média de público pagante subiu para 17.695, já superando a média histórica do clube no Brasileiro e alcançando oitava maior da atual edição. Nesse intervalo, o único jogo na Ilha foi contra o Internacional, com 21.850 pagantes.

Para ser ter outra dimensão do crescimento do número de torcedores, a partir dos jogos na Arena Pernambuco, basta comparar a média de público do clube nos dois estádios. Apenas considerados as partidas contra Vasco, Palmeiras e São Paulo (disputadas na Arena), foram 28.444 torcedores por jogo, o que daria ao Leão a segunda maior média do Campeonato, atrás apenas do Palmeiras, com 33.277 espectadores por partida, até a 15ª rodada. Já considerando apenas os compromissos no Adelmar da Costa Carvalho, a média leonina cai para 11.246, o que daria apenas a 13ª da competição.

Vale lembrar que, além do duelo contra a Raposa, o Sport já negociou outras três partidas com a Arena Pernambuco. Contra o Flamengo, Fluminense e Corinthians. "Fechamos um pacote de 10 jogos na temporada, sendo quatro no Estadual e seis no Brasileiro. Como não fomos para a final do Estadual, a Série A ganhou uma partida a mais. No momento, não estamos pensando em aumentar esse número de jogos. É algo que vai depender de vários fatores. Inclusive, esportivos", destacou o vice-presidente leonino, Arnaldo Barros.

Evolução dos públicos pagantes do Sport

1ª rodada
Sport 4x1 Figueirense - 3.046

3ª rodada
Sport 1x0 Coritiba - 10.894

5ª rodada
Sport 1x0 Goiás - 10.702

7ª rodada
Sport 2x1 Joinville - 9.739

8ª rodada
Sport 2x1 Vasco - 17.206

10ª rodada
Sport 3x0 Internacional - 21.850

13ª rodada
Sport 2x2 Palmeiras - 32.291

14ª rodada
Sport 2x0 São Paulo - 35.835

Média de público no atual Brasileiro
17.695

Média de público na Arena Pernambuco neste Brasileiro
28.444

Média de público na Ilha do Retiro neste Brasileiro
11.246

Média de público na história do Brasileiro
15.584

Média de público na era dos pontos corridos
19.419

Maior média em uma edição (1998)
35.580

Média de público do ano passado
18.220

Fonte: superesportes.com.br

FINALMENTE! Cinquentinhas emplacadas em Pernambuco

Imagem: Reprodução internet
As polêmicas cinquentinhas serão, finalmente, regulamentadas. Após uma lei publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (31), os ciclomotores comprados deverão sair da loja já emplacados, assim como os carros e as motocicletas. Os condutores deverão ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A e o Cerificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).
O procedimento será o mesmo que é adotado entre os outros veículos: o dono da cinquentinha deverá levar à loja os documentos pessoais, que serão enviados junto com a nota fiscal para o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE). O órgão fará o cadastro e emitir o registro e o CRLV.

De acordo com o Detran-PE, quem adquiriu veículos até essa quinta (30) deverá apresentar a habilitação na categoria A e a nota fiscal do veículo até que seja publicada uma resolução que determine os prazos para a regulamentação deles. "A lei não pode retroagir para prejudicar ninguém", explica o diretor-presidente do órgão, Charles Ribeiro.

O gestor, no entanto, ressalta que os documentos já deveriam ser apresentados antes da lei, o problema é que a fiscalização não era eficiente. Agora, além da ação nos municípios, o Detran-PE vai redobrar a atenção das operações Lei Seca e Trânsito Seguro para as cinquentinhas.

A capital pernambucana, Recife, tinha uma lei para regularizar a circulação das cinquentinhas desde novembro de 2013, mas o processo se arrastava desde então e o registro nunca foi verdadeiramente exigido. A cidade era a única na Região Metropolitana a ao menos ter iniciado o procedimento - Jaboatão dos Guararapes e Olinda, por exemplo, ainda estavam elaborando uma lei para ser encaminhada a votação na Câmara Municipal. Caruaru, no Agreste, chegou a registrar três ciclomotores e Petrolina, no Sertão, iniciou o cadastro, mas também sem sucesso.

Diante disso, o Detran-PE e os departamentos dos outros estados pressionaram o órgão nacional, ligado ao Ministério das Cidades, para que exercer força política para agilizar a tramitação de um projeto de lei antigo que transferia a responsabilidade para o âmbito estadual. O PL 13.154/15 foi aprovado no Senado na última quarta-feira (29) e sancionada pela presidente Dilma Rousseff (PT) no dia seguinte.

Na prática, o que muda é o inciso 17 do artigo 24 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Esse ponto dizia que compete aos municípios registrar e licenciar ciclomotores e veículos propulsão humana e tração animal. Porém, a palavra "ciclomotores" foi retirada. "Não tem sentido colocar ciclomotores no meio disso", defende Ribeiro.

Apenas a fiscalização continuará sendo feita pelos municípios. No Recife, pela Companhia de Trânsito e Transito Urbano (CTTU).

Para o Detran-PE, a medida tornará o trânsito mais seguro. Ainda não há registros sobre o número de acidentes envolvendo as cinquentinhas. Os motociclistas, categoria em que os pilotos de ciclomotores estão agora, foram 75% das vítimas de acidentes no ano passado, de acordo com a Secretaria da Saúde. Ao todo, o Estado gastou mais de R$ 1,2 bilhão com a recuperação dos feridos, o que equivale a R$ 230 mil por cada um deles. A orientação do Detran-PE é de que os condutores usem capacete e outros equipamentos de segurança, como luvas, cotoveleiras e joelheiras, além de calças e jaquetas de tecidos grossos.

Para o diretor-presidente do órgão, a regulamentação terá efeitos positivos também na segurança pública. "A coisa que nós mais presenciamos é uso das cinquentinhas pelo tráfico de drogas porque sentem a tranquilidade da impunidade. Quando não tem licenciamento, não temos a quem cobrar", afirma Ribeiro. Agora, segundo o gestor, quando o veículo não for abordado em fugas, a fiscalização poderá usar apenas os dados dos condutores. "As pessoas vão pensar duas vezes antes até de cometer infrações."

Fonte: NE10

ATLETISMO: Garanhuns é o ponto de largada da maratona "100 km do Frio"

Com o objetivo de incentivar práticas saudáveis e promover o bem-estar da população, um centro hospitalar da cidade de Caruaru, é um dos patrocinadores dos “100 km do frio”, que acontece amanhã ( 1 de agosto). 
A ultra maratona tem como percurso o trecho entre as cidades de Garanhuns e Caruaru. 228 atletas se inscreveram para participar. Alguns vão encarar o desafio sozinhos, outros em dupla e os demais em quarteto, num regime de revezamento.

A saída acontece aqui em Garanhuns ainda antes do amanhecer, a previsão é que os primeiros atletas cheguem ao pátio da Faculdade Maurício de Nassau, em Caruaru, por volta das 13h.

O evento é organizado pelo “ACorja”, grupo de corredores da Jaqueira, no Recife, que tem vasta experiência neste tipo de corrida. “Esta é a quarta vez que fazemos este mesmo percurso. As primeiras edições foram um sucesso e desta vez não será diferente. Esperávamos cerca de 150 inscrições, mas rapidamente chegamos aos 228 participantes. E todos estamos ansiosos para vencer mais este desafio”, destacou o presidente do ACorja, Luiz Holanda, que se inspirou numa corrida que participou em 2010, na África do Sul, para criar os 100 km do Frio.

Informações:
Luiz Holanda - (81) 98861.1604 / 99117.7332

NOVOS SECRETÁRIOS: O Prefeito Izaías deu posso aos novos titulares das pastas de Saúde e administração

Foto: Fernando Luna / Reprodução whatsapp
O Governo Municipal de Garanhuns deu posse, nesta sexta-feira (31), oficialmente, ao secretário Alfredo de Góis como titular da pasta de Saúde – ele estava acumulando a secretaria de forma interina. Na ocasião, o prefeito Izaías Régis também empossou o novo secretário de Administração, Bruno Gomes – que já era servidor do município, atuando no Departamento Jurídico do Instituto de Previdência dos Servidores de Garanhuns (IPSG). O momento aconteceu às 10h, no gabinete do Palácio Celso Galvão.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

LEILÃO: Detran de Pernambuco faz leilão de 405 veículos amanhã (31)

Imagem: Reprodução internet / Ilustrativa
O Detran em Pernambuco realiza, nesta sexta-feira (31), um leilão de 405 lotes de veículos, dentre carros e motos. Há lotes recuperáveis, que podem voltar a circular nas ruas, e sucatas, que são lotes irrecuperáveis. Os lances serão recolhidos a partir das 9h, no pátio da Coliseum Leilões, que fica no quilômetro 41 da BR-232, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul do estado.

Os veículos que serão leiloados podem ser avaliados a partir desta quarta-feira (29), no pátio do local onde será realizado o leilão. A visitação é das 9h às 16h. Será permitida apenas a avaliação visual dos lotes.

Quem arrematar os lotes deverá requerer e pagar pela expedição da 2ª via do Certificado de Registro do Veículo (CRV), além de arcar com outras taxas, como as de licenciamento, transferência do veículo e emplacamento. Os interessados podem acessar o edital do leilão no site do Detran-PE.

Fonte: G1

RODOVIAS: Estradas Federais de Pernambuco estão sob fiscalização

A Polícia Rodoviária Federal em Pernambuco (PRF-PE) inicia nesta quinta-feira uma operação de fiscalização do transporte de cargas e produtos perigosos. Caminhões e carretas estão sendo abordados nos postos da BR-101 na Cidade Universitária e Igarassu e da BR-232, em Gravatá.

Durante a operação, serão verificados a documentação, as condições dos veículos e, principalmente, se a carga está sendo transportada de forma regular, respeitando os limites de peso e as normas de segurança.

O objetivo é diminuir, o número de acidentes envolvendo esse tipo de veículo. Apenas do primeiro semestre deste ano, mais de duas mil toneladas transportadas em excesso foram apreendidas nas rodovias federais que cortam o estado.

Fonte: Diário de Pernambuco

SPORT: Sport supera Chelsea, Real e Barça, atropela gigantes e vira 'maior mandante do planeta'!

Imagem: Reprodução internet
Sensação do Campeonato Brasileiro com a quarta melhor campanha do torneio até aqui, o Sport tem um trunfo em especial que justifica a boa campanha: o fator casa. As 27 partidas de invencibilidade como mandante dão ao time pernambucano o título de atual "maior clube do planeta" no quesito.

Até esta quarta-feira, o Sport mantém uma invencibilidade de 27 partidas atuando como mandante. São 18 jogos na Ilha do Retiro, com 14 triunfos e quatro empates, mais nove duelos na Arena Pernambuco, com cinco vitórias e quatro igualdades.

Nenhum outro clube no mundo possui uma série invicta tão grande na atualidade, ao menos se contabilizados os jogos oficiais em casa dos 50 primeiros times no Ranking IFFHS, um dos principais do planeta, além das principais equipes que não estão na lista. O levantamento foi feito pelo ESPN.com.br.

Atrás do Sport, o time com melhor invencibilidade dentro de casa é o Emelec, com 21 confrontos, seguido por São Paulo e Apoel, com 16, Benfica, com 15, Porto, com 14, e Chelsea, com 12. Gigantes como Barcelona, Real Madrid, Juventus e Bayern de Munique também estão atrás da equipe do Recife.

Em entrevista à ESPN na semana passada, o diretor Nei Pandolfo tentou explicar um pouco do sucesso da equipe que briga pelo título da Série A até o momento.

"O Sport oferece a todos atletas uma estrutura completa, com centro de treinamento completo, oferecendo aos atletas toda a condição de trabalho, musculação, fisiologia, fisioterapia, nutrição e departamentos médico, físico e técnico de última geração. Equipe multidisciplinar, preparadores físicos, auxiliares técnicos, analista de desempenho, todos muito qualificados e boas experiências", disse o dirigente.

O Sport volta a campo no domingo, na Arena Pernambuco, contra o Cruzeiro, para tentar ampliar ainda mais a série sem derrotas atuando como mandante.

Fonte: Diego Garcia e Lucas Turco, para o ESPN.com.br

CULTURA: Flipojuca divulga atrações, com Maria Paula, Raimundo Carrero e Luzilá Gonçalves na programação

Escritora Luzilá Gonçalves, confirmada na
programação do Flipojuca. 
Foto: Jane Pimentel
Foi definida a programação da Flipojuca (Feira literária do Vale do Ipojuca), que ocorre entre 6 e 9 de agosto, em Porto de Galinhas, litoral sul de Pernambuco. A apresentadora, atriz e escritora Maria Paula (que integrou o Casseta & planeta: urgente, na TV Globo) é um dos destaques da grade e comanda talk show no primeiro dia do evento. Na ocasião, ela autografa o livro Liberdade crônica (Editora Faces, R$ 29,90), que lançou em 2011.

A homenageada é a ipojucana Marly Mota, viúva do poeta Mauro Mota e membro da Academia Pernambucana de Letras. Também participam da feira, com palestras e debates, a escritora Luzilá Gonçalves, colunista do Diario de Pernambuco, Nelly Carvalho, Marcos Accioly, Raimundo Carrero e Antônio Campos. A Uptown Band se apresenta na noite do sábado (8), acompanhada da cantora Taryn Szpillman.

Confira a programação:

Quinta-feira, 6 de agosto

19h - Cerimônia de abertura com o produtor cultural, Eduardo Cortes e convidados

20h - Talk show com a atriz Maria Paula, que autografa seu livro Liberdade crônica
21h - Entrega de certificado de homenagem à escritora ipojucana Marly Mota
22h - Show do Duo Vagouvêa, no Restaurante Pescaria

Sexta-feira, 7 de agosto

15h - Performance do ator Adriano Cabral sobre a poesia de Mauro Mota
16h - Painel 1: Liberdade de expressão: liberadas as biografias não autorizadas com Cássio Cavalcante e Selma Vasconcelos. Mediadora: Tatiana Valença
17h30 - Painel 2: Mulher, língua e literatura com Luzilá Gonçalves e Nelly Carvalho. Mediação: Bernadete Bruto
19h - As feiras como movimento da cena literária brasileira com Carlito Lima e Eduardo Cortes. Mediador: Ovídio Poli Junior

Sábado, 8 de agosto
15h - Performance Eu, Clarice. Bernadete Bruto, Vera Nóbrega, Taciana Valença
16h - Painel 4: Pegadas de um sertanejo: a história do cangaço com Antônio Neto e José Alves Sobrinho. Mediador: Ovídio Poli Junior
17h30 - Painel 5: Meio ambiente preservado, futuro conquistado com Arley Cândido (ONG Ecoassociados) e Deoclécio Lira (secretário de Meio Ambiente). Mediador: Arnaud Mattoso
19h - Painel 6: Palestra Magna: A literatura pernambucana como referência nacional com Antônio Campos e Raimundo Carrero. Mediador: José Jorge de Lima (ministro emérito do TCU)
21h - Show da cantora Taryn Szpillman com a banda Uptown Band

Domingo, 9 de agosto
11h - Painel 7: Latinoamérica, com Marcus Accioly
ENCERRAMENTO - Espaço do Cordel Encantado - Poeta Ascenso Ferreira

Fonte: Diário de Pernambuco

quarta-feira, 29 de julho de 2015

GARANHUNS: Polo pernambucano de atletismo atrai corredores em busca do índice olímpico

Imagem: Reprodução internet / Ilustração
Longe do eixo Rio-São Paulo, a cidade pernambucana de Garanhuns transformou-se em polo de atletismo para fundistas de elite do Nordeste. O "segredo" está na altitude. Localizada a 1.030 m no Planalto de Borborema, região serrana de Pernambuco, a cidade reúne condições ideais para quem busca os índices olímpicos para os Jogos do Rio de Janeiro/2016, caso de José Márcio Leão e Mirela Saturnino. Em fase de preparação, os dois são destaques da etapa de Recife do Brazil Run Series/Circuito CAIXA, dia 12 de agosto.

"Treinos em altitude dão mais resistência e deixam os atletas com uma velocidade ‘arretada’, como a gente costuma dizer aqui em Pernambuco. A temperatura média é bem mais amena, em relação a outras regiões do Nordeste. Nos últimos dias, por exemplo, vem fazendo 14 graus. São condições ótimas para os corredores", explica Adegilson Mendes da Silva, o Bingo, treinador um grupo de atletas de elite de Garanhuns, incluindo José Márcio Leão, fundista do Cruzeiro para quem atua como assistente-técnico, detentor do recorde brasileiro do Brazil Run Series/Circuito CAIXA, com 28min51 em 2012, e Mirela Saturnino, quinta colocada na Maratona do Rio de Janeiro deste ano.

Pelas suas características, Garanhuns pode ser comparada a outros polos de treinamento no Brasil como Petrópolis, no Rio de Janeiro, e Campos do Jordão, em São Paulo. De acordo com Bingo, no entanto, o polo pernambucano enfrenta o obstáculo da falta de apoio financeiro.

"Nós temos três atletas aqui em condições de brigar pelos índices olímpicos, o Leão, a Mirela e o Marcos Antônio Pereira. Só na Maratona do Rio, ele já foi campeão, em 2009, segundo e terceiro colocado. Também venceu a Meia Maratona de Aracaju em 2013, quebrando o recorde do Franck Caldeira na prova. O Nordeste como um todo vem formando ótimos atletas. Se você olhar para os resultados da Maratona do Rio, por exemplo, os primeiros colocados são todos nordestinos", aponta Bingo. "Meu sonho é conseguir patrocínio para construir um centro de treinamento aqui, com equipamentos adequados, equipe médica de apoio e materiais de treinamento para os atletas."

Pernambucanos no Brasil Run Series/Circuito CAIXA - José Márcio Leão volta à disputa no Recife em busca de mais um pódio. O atleta foi o terceiro colocado em 2014, formando o trio pernambucano no pódio com Ubiratan José, campeão, e Justino Pedro da Silva, vice-campeão. Ao lado dele estarão o maratonista Jair José da Silva e Gleison da Silva Santos, vencedor dos 10 km da Corrida da Fogueira de Campina Grande, neste ano, todos treinados por Bingo. Na elite feminina, Mirela Saturnino é a representante da cidade.

Realizado desde 2004, o Circuito CAIXA conta com a chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), e passa por quatro das cinco regiões brasileiras. Depois de Uberlândia (30/5), Goiânia (7/6), Salvador (28/6), Campo Grande (12/7) e Fortaleza (2/8), a competição vai a Recife (9/8), Porto Alegre (30/8), Brasília (13/9), Ribeirão Preto (27/9), Curitiba (18/10), Belo Horizonte (15/11) e São Paulo (22/11). As 12 corridas somam pontos para o Ranking CBAt/CAIXA de corredores de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, no masculino e no feminino, garantem o patrocínio da CAIXA para 2016.

A competição é uma realização da HT Sports, com patrocínio da CAIXA Econômica Federal e co-patrocínio da Centauro. No Recife, conta ainda com o apoio da Prefeitura do Recife, Indaiá e Citrus, além da supervisão técnica da Federação Pernambucana de Atletismo e CBAt.

Fonte: esporte.surgiu.com.br

FIG 2015: Um balanço geral do evento.


Foto: Jefferson Tetto Drone / SECOM PMG
Garanhuns se despediu, na madrugada do último domingo (26), da 25ª edição do Festival de Inverno. O evento, que homenageou a escritora Luzilá Gonçalves, deixou um saldo positivo para o município. De acordo com a Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult/PE), foram em torno de 400 ações culturais com um público total estimado em 600 mil pessoas. Os shows de encerramento, na Praça Cultural Mestre Dominguinhos, contabilizaram um público superior a 65 mil pessoas, de acordo com a Polícia Militar (PM).

Assim como em 2013 e 2014, a Prefeitura de Garanhuns manteve parceria direta, do planejamento à execução, com a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e a Secult/PE para que o evento fosse um sucesso. Três atrações nacionais foram contratadas pela gestão municipal, sendo elas: Ana Carolina, Leonardo Sullivan e Capital Inicial. Por meio da Prefeitura, também foram contratadas outras sete atrações para Praça Cultural Mestre Dominguinhos.

Secretaria de Cultura


Além dessas atrações, a Secretaria Municipal de Cultura contratou cinco para o Palco Forró, cinco do Palco Instrumental, três do Palco Pop, oito da Cultura Popular, três do Palco Boião, quatro do Cultura Livre nas Feiras, sete oficinas, um espetáculo de Teatro Adulto, um espetáculo de Dança, duas exposições, uma intervenção, três Moda e Design, stand na Praça da Palavra e cinco do Palco Gospel. Os projetos Roda de Sanfona e Orquestrando no FIG também foram articulados pela pasta. No stand montando na Praça da Palavra, 45 escritores de Garanhuns e região se encontraram.

Secretaria de Turismo

A Secretaria de Turismo informou que, durante os dias de semana, a ocupação nos meios de hospedagem - incluindo hotéis e pousadas – ficou numa média de 60%. Nos finais de semana, esse número chegou aos 100%.

Secretaria de Assistência Social

A Secretaria de Assistência Social, com o intuito de chamar a atenção de moradores e turistas, realizou panfletagem sobre a prevenção ao trabalho infantil, violência sexual e venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos. Foram, no total, 55 profissionais escalados, contando com profissionais dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras’s) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), e 16 educadores sociais, atuando nos principais polos.

Um Centro de Acolhimento foi montado, temporariamente, contou com materiais pedagógicos, lúdicos, além de lanches para crianças que estavam com os pais – comerciantes – trabalhando. Grupos culturais do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) entraram na grade de programação. A Secretaria da Juventude, em parceria com a Patrulha Mirim de Garanhuns, realizou panfletagem na avenida Rui Barbosa e na Polícia Rodoviária Federal (PRF), sobre a campanha de prevenção e combate às drogas.

Secretaria da Mulher

Em esquemas de plantão e prontidão, a Secretaria da Mulher mobilizou toda sua equipe técnica durante o FIG. No total, 26 ocorrências foram registradas, sendo seis atendimentos psicológicos, seis atendimentos jurídicos, cinco atendimentos sociais, dois casos de violência física, seis de violência psicológica, um de violência sexual e outra de violência patrimonial. Mais de 200 mulheres também receberam, durante o período de festa, palestras sobre os direitos da mulher.

Secretaria de Educação

A Biblioteca Pública Municipal Luiz Brasil e o Planetário Mauro Souza Lima, vinculados à Secretaria de Educação e Esportes, ambos situados no Parque Euclides Dourado, estiveram em atividade. A Praça da Palavra, que teve uma visitação de mais de 13 mil pessoas durante os oito dias de funcionamento, contou com exposições diárias das atividades realizadas nas salas de leitura de 15 escolas da Rede Municipal de Ensino. A Biblioteca Luiz Brasil contou com a parceria da editora IMEPH, além da participação das bibliotecas Indústria do Conhecimento (IDC) e a “Ler é Preciso”. Já o Planetário disponibilizou três sessões diárias para o púbico.

Secretaria de Saúde

A Secretaria de Saúde, por meio da Atenção Básica, Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), executou serviços básicos em diversos polos de animação. Um total de 101 profissionais de saúde trabalharam durante o evento. Ao todo, nos dois principais polos de animação (Praça Cultural Mestre Dominguinhos e Parque Euclides Dourado), foram 105 licenças expedidas, 197 cadastros realizados, 1.820 inspeções, dois termos de notificação e 21 autos de apreensão e inutilização. Quanto aos atendimentos de saúde, foi registrado um número final de 1.027 atendimentos.

Secretaria de Obras

A Secretaria de Serviços Públicos e Obras manteve um esquema de limpeza especial nas principais vias públicas e nos 15 polos culturais. Entre as ações, podem ser citadas a pintura de meio-fio, capinação em canteiros e instalação de iluminação no entorno dos principais polos. Aproximadamente 90 homens estiveram espalhados. Dez container’s soram instalados na Praça Mestre Dominguinhos para suprir o aumento de demanda.

Secretaria de Comunicação

A Secretaria de Comunicação Social, numa parceria com a Gerência de Comunicação da Secult/PE, credenciou 59 veículos de comunicação de todo o Brasil para a cobertura jornalística do FIG. No período de 16 de junho (data em que a Prefeitura divulgou os primeiros nomes da grade de programação), até 27 de julho (um dia pós-festival), foram identificadas a veiculação de 1.772 notícias sobre Garanhuns – envolvendo direta e indiretamente o festival, sendo 1.084 em emissoras de televisão, rádio e jornais impressos; e 688 em blogs e sites.

A equipe de Assessoria de Comunicação Social e Imprensa, formada por 11 pessoas, entre servidores fixos e temporários, produziu, durante o evento, mais de 50 releases – enviados diariamente para toda a imprensa. Por meio da Gerência de Publicidade e Propaganda, peças publicitárias, visando divulgar as belezas de Garanhuns, foram criadas e colocadas em pontos de ônibus da cidade. O Natal Luz também se tornou peça publicitária nos polos, numa parceria com a Secretaria de Turismo.

Em tempo real, os shows noturnos tiveram cobertura direta. Registros fotográficos de cada atração que subia ao palco Mestre Dominguinhos eram compartilhados na rede. A fan page oficial da Prefeitura de Garanhuns, no Facebook, registrou um alcance de mais de 140 mil pessoas por publicação. Um drone foi contratado para registrar, do alto, o público que visitou os polos do evento.

Secretaria de Desenvolvimento Econômico

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico realizou uma pesquisa socioeconômica com o objetivo de identificar o potencial do maior evento do município. Em alguns restaurantes da cidade, foi verificado que a clientela aumentou cerca de 60% nos finais de semana do evento, em comparação com os finais de semana normais – durante a semana chegou a uma média de 40%. O crescimento no faturamento do comércio garanhuense pode chegar a mais de 30% em relação a períodos normais para alguns setores. O dado de 2014, que mostrou que 100% dos turistas voltariam em 2015, se comprovou.

Secretaria de Agricultura

Já a Secretaria de Agricultura e Abastecimento realizou fiscalizações e controle dos ambulantes, além do apoio nas montagens das estruturas junto às empresas e à Fundarpe. O paisagismo no Euclides Dourado também foi reforçado pela pasta.

AESGA - Autarquia de Ensino Superior de Garanhuns

A Autarquia de Ensino Superior de Garanhuns (Aesga) concentrou, mais uma vez, várias oficinas culturais. Este ano, foram 19 oficinas de formação, contabilizando mais de 1.200 participantes. Das outras 12, uma aconteceu na Secretaria da Mulher, outra no quilombo Timbó, uma no quilombo Caluete, três no Castainho, cinco no Casarão dos Pontos de Cultura e uma em escola da Rede Estadual de Ensino.

AMSTT - Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes

Durante os 10 dias de festival, a Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) contabilizou 192 infrações. As multas mais cometidas foram: estacionamento, avanço do sinal vermelho e falta do uso do cinto de segurança. Numa comparação com 2014, os números caíram. Ano passado foram 442 multas, este ano foram 192 – redução de 57%.

Texto: Cloves Teodorico | Edição: Jacqueline Menezes
Fonte: ASCOM PMG.

LOUCURA! Titanic II fará viagem inaugural em 2016!

Imagem: Reprodução internet
A empresa Blue Line anunciou nesta terça-feira (28) que o navio Titanic II ganhará os mares no terceiro trimestre de 2016. O transatlântico, uma réplica quase 100% fiel ao original (veja galeria), comporta 2,4 mil passageiros, mede 269 metros de comprimento e 45 metros de largura - um pouco mais largo que o primeiro, por conta da estabilidade.

O navio fará o mesmo trajeto do antecessor, que afundou na noite de 14 de abril de 1912. O Titanic II sairá de Southampton, na Inglaterra, com destino a Nova York, nos Estados Unidos. A embarcação está sendo construída na China e é um investimento do bilionário australiano Clive Palmer. O valor não foi divulgado.

Fonte: Diário de Pernambuco

OPORTUNIDADE: Prazo para ter desconto em quitação de impostos termina sexta, em PE

As pessoas que têm débitos de impostos estaduais em Pernambuco e não participaram do mutirão realizado no começo do mês podem obter descontos de até 90% em multas e juros, até sexta-feira (31). O programa de Recuperação de Créditos Tributários do Governo de Pernambuco prevê parcelamento em até 12 vezes de débitos de ICM e ICMS, e em até 18 meses das dívidas de IPVA e ICD.

Os contribuintes que quiserem negociar os débitos devem seguir até uma Agência da Receita Estadual (ARE), inclusive no interior, com documento de identificação com foto e CPF, no caso de pessoas físicas, ou do CNPJ e inscrição estadual, no caso de empresas. É preciso levar ainda a notificação da Secretaria da Fazenda (Sefaz-PE), se tiver recebido. A localização das agências pode ser consultada pela internet.

Podem ser negociadas as dívidas até dezembro de 2014 para ICM, ICMS e ICD. No caso do IPVA, dívidas até 2013 podem ser negociadas - as de 2014 e 2015 devem ser resolvidas junto ao Departamento Estadual de Trânsito. No caso de infração e apreensão, a multa pode ser reduzida em até 70% para pagamento à vista e de 50% no parcelado. Para auto de lançamento sem penalidade, há redução de 90% nos juros para pagamento à vista e 70% no parcelado. Aqueles que tiverem parcelado débitos anteriores também podem reparcelar a dívida.

Fonte: G1

DECISÃO JUDICIAL: Justiça condena Universidade Federal a adaptar todos os prédios às normas de acessibilidade

A Universidade Federal de Pernambuco foi condenada pela Justiça Federal a adaptar todos os prédios do campus Recife às normas de acessibilidade, de acordo com a Lei 10.098/2000 e o Decreto 5.296/2004. A instituição tem seis meses para dar início às obras e 18 meses para concluí-las. A legislação prevê os meios gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

A ação civil pública foi movida pelo Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco (PE) e está sob responsabilidade da procuradora da República Mona Lisa Ismail. A sentença foi proferida em resposta ao procedimento instaurado no ano passado pelo procurador da República Edson Virgínio Cavalcante Jr. Antes do ajuizamento da ação, o MPF expediu recomendação, ainda em 2000, para que os prédios da UFPE fossem adaptados às normas de acessibilidade. Perícia realizada pelo MPF, entretanto, constatou que ainda são necessárias diversas providências para a adequação dos prédios e passeios públicos da universidade.

Nos autos, consta a necessidade de adequação de todas as calçadas do campus Recife, das rampas da Biblioteca Central, do Teatro e do Centro de Artes e Comunicação, bem como de instalação de elevador na Biblioteca Central. A decisão judicial destaca que o prazo de adequação estabelecido pelo Decreto 5.296/2004 foi encerrado em junho de 2007. De acordo com a sentença, é descabido que, após tanto tempo, a autarquia federal recorra ao argumento de falta de estrutura ou recursos para adotar as providências.

Fonte: Diário de Pernambuco

terça-feira, 28 de julho de 2015

ROUBO: Mais um caixa eletrônico foi arrombado em Pernambuco

Imagem: Reprodução internet
Um caixa eletrônico 24 horas foi arrombado na madrugada desta terça-feira, no bairro de Caixa D’Água, em Olinda. O equipamento, instalado fica em frente a um supermercado na Estrada do Caenga, teve as gavetas, onde fica armazenado o dinheiro, retiradas e toda a quantia roubada.

De acordo com o 1º Batalhão da Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, o crime aconteceu por volta da 1h30 da manhã, sem que o equipamento não fosse danificado, mas não precisou as ferramentas utilizadas ou o número de pessoas que participaram da ação criminosa.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) e policiais civis foram para dar início às investigações. Impressões digitais foram colhidas para ajudar a identificar os suspeitos. Até agora, ninguém foi preso.

Metrô - A explosão de um caixa eletrônico 24 horas na Estação do Metrô do Engenho Velho, em Jaboatão, no último domingo, foi suficiente para a Superintendência do Metrorec decidir retirar os 53 caixas eletrônicos localizados nas estações do metrô na Regiâo Metropolitana do Recife (RMR). A preocupação da empresa é com a segurança de funcionários e usuários. A insegurança nos trens e nas estações, aliás, tem sido a principal razão das últimas paralisações dos trabalhadores do sistema pelo sindicato da categoria.

Com informações do Diário de Pernambuco

POLÍCIA: Presos em Garanhuns dois homens de Alagoas que tentaram comprar carro com documentos falsos

Imagem: Reprodução / Agreste Violento
Policiais da Equipe Malhas da Lei da 18ª DESEC com o apoio do Major PM Álvaro subcomandante do 9ª BPM e GT 118, conseguiram prender dois estelionatários que tentavam aplicar um golpe em uma loja de venda de veículos em Garanhuns.

A mesma dupla a semana passada conseguiu comprar com documentos falsos um Honda Civic em outra loja da cidade, nesta segunda-feira (27), eles foram presos dentro da loja quando tentavam comprar outro veículo.

José Carlos Januário de 38 anos é morador de Maceió/AL, cumpre pena no regime semiaberto pelos crimes de furto e falsidade ideológica. O outro elemento identificado como Carlos Antônio de Oliveira, 44 anos, também de Maceió, tem passagens por crimes de estelionato, desmanche de carros e receptação dolosa.

Presos eles foram encaminhados ao plantão da 18ª Delegacia Seccional de onde após serem autuados foram levados para a Cadeia Pública de Garanhuns, a polícia não descarta a prática de outros crimes na cidade por parte dos elementos. 

Fonte: Redação com Agreste Violento


Redação do Jornal Crer em Pernambuco:

Em entrevista ao programa FIG EM PAUTA, veiculado anualmente pela 87 fm, o Relações Públicas do 9º BPM Garanhuns, Major Hudson, quando questionado sobre os índices de violência em nossa cidade em relação a roubos de veículos, comentou o oficial que, boa parte deste tipo de delito são praticados por pessoas vindas do estado vizinho, Alagoas.
Diante disto, o Major informou que os servições de inteligência estão trabalhando na identificação e resolução destes criminosos.

De fato, começamos a ver os frutos deste trabalho! Parabéns a força policial da nossa cidade!

Beto Duran.

POLÍCIA: Desaparecimento de pessoas em Pernambuco, passam de 1.400 casos no primeiro semestre de 2015

A Polícia Civil de Pernambuco tem uma delegacia para investigar casos de pessoas desaparecidas no estado. Este ano, de janeiro a junho, foram registrados 1.412 desaparecimentos. De acordo com a delegada Gleide Ângelo, responsável pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, o registro de casos de desaparecidos pode ser feito em qualquer delegacia.

"As pessoas devem ir à delegacia mais próxima da casa dela. Porque precisamos de celeridade. Quanto mais rápido o registro do desaparecimento, mais rápido começam as buscas e mais efetiva é a procura", explica. Ao contrário do que muita gente pensa, não é preciso aguardar 24 horas para registrar o desaparecimento. "A gente trabalha contra o tempo. Se a pessoa quebrou a rotina, sem motivo aparente, registre o boletim de ocorrência o mais rápido possível. Quanto mais tempo passa, fica mais difícil encontrar", orienta.

Apesar do alto número de registros, a polícia não tem como dizer exatamente quantas pessoas estão desaparecidas de fato, porque a maioria dos casos é resolvida. Em 90% dos casos, essas pessoas são encontradas. Mas as famílias não avisam à polícia quando os parentes são encontrados.

Para realizar o registro na delegacia, o denunciante deve levar uma foto da pessoa desaparecida e o máximo de informações. "Através da imagem divulgada, na imprensa e nas redes sociais, a população pode ajudar na busca. Contribui muito", detalha Gleide Ângelo, alertando para o fato de que a foto seja atual. E quanto maior o número de informações sobre a pessoa, melhor. "O que a pessoa fazia, quem são os amigos, onde ela andava, o último local onde foi vista, tudo isso nos ajuda. Quanto mais precisas as informações, melhor para a polícia", avisa.

Idosos e adolescentes


De acordo com a polícia, em muitos dos casos, são adolescentes que fogem de casa ou idosos perdidos. Para Gleide Ângelo, é possível evitar casos assim. "Geralmente quando o adolescente foge, é por dois motivos. Ou droga, porque ele está devendo a traficantes, está sendo ameaçado; ou é para conviver com o namorado ou namorada", afirma.

No caso dos adolescentes, ela avisa que é importante observar as amizades. "Essas pessoas é que influenciam o jovem a sair de casa. O que a gente mais fala é: converse com seus filhos, veja com quem ele está conversando na internet. Observe se está mais agressivo, se está usando drogas", orienta.

Em relação aos idosos, é preciso ter mais cuidados quando a pessoa sofre com déficit de memória. "É importante deixar um objeto com eles que os identifiquem. Ou uma carteirinha ou uma pulseirinha de aço, com os dados. Porque muitos se perdem no caminho da padaria. Chegam muitos casos de idosos com Mal de Alzheimer que se perdem", conta.

Cadastro de desaparecidos

No site da Polícia Civil, há um link com fotos de pessoas desaparecidas. Clicando em cada imagem, é possível conferir dadaos, como nome completo, idade, data do desaparecimento e números de telefone para contato. O telefone para informar sobre pessoas desaparecidas é o 190.

Fonte: G1

ATENÇÃO: Prazo para circular com CRLV 2014 termina sexta para parte dos veículos

Imagem: Reprodução internet
Os proprietários de veículos com placas terminadas em 1, 2, 3 e 4 têm até a sexta-feira (31) para começar a rodar com Certificado de Registro e Licenciamento Veicular (CRLV) atualizado. Se o proprietário não recebeu o CRLV 2015 em até 30 dias depois de ter pago as taxas, é preciso procurar uma unidade do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE).

Prazo para circular com documento 2014 do veículo Final das placas: 

1, 2, 3 e 4 até o dia 31 de julho
5, 6 e 7 até o dia 31 de agosto
8, 9 e 0 até 30 de setembro
Fonte: Detran-PE

A partir do sábado (1º), não será aceito o documento de 2014 do veículo. Para aqueles cujas placas terminam em 5, 6 e 7, o prazo é o fim de agosto, enquanto os terminados em 8, 9 e 0 têm até o dia 30 de setembro de tolerância.

As pessoas que pagaram o IPVA, taxas, multas de trânsito e seguro obrigatório (DPVAT), mas não receberam o documento, devem se dirigir até o Detran com original e cópia da Identidade (RG), CPF, além de comprovante de endereço atualizado, para retirar o documento. Apenas o proprietário ou seu procurador legal podem receber o CRLV do veículo.

O documento do veículo é obrigatório e circular com o CRLV fora de validade é infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Além disso, o veículo ficará retido até a apresentação do documento de 2015.

Fonte: G1

ECONOMIA: Grandes cervejarias planejam investir R$ 1,9 bi em Pernambuco até 2020

Imagem: Reprodução internet
Enquanto muitas empresas repensam seus negócios, a indústria da cerveja decidiu apostar em Pernambuco, levando para o Estado investimentos que devem chegar a R$ 1,9 bilhão até 2020. Atraídas por incentivos fiscais, localização estratégica e baixo custo da mão de obra, as líderes Ambev, Grupo Petrópolis e Brasil Kirin, que têm 90% do mercado, reforçaram a presença no polo cervejeiro de Itapissuma e Igarassu, na Grande Recife. Junto com a Bahia, Pernambuco tem recebido os mais novos projetos do setor no Nordeste -a região tem o segundo maior mercado de bebidas e responde por 23% da produção, segundo a CervBrasil (Associação Brasileira da Indústria da Cerveja). 

A localização de Pernambuco, mais central dentro do Nordeste do que a Bahia, também favorece a distribuição para o mercado na região. Líder de vendas, a Ambev comunicou ao governo pernambucano que investirá R$ 400 milhões nos próximos dois anos para ampliar sua fábrica em Itapissuma, hoje com capacidade de produzir 8 milhões de hectolitros/ano. A unidade será a primeira do Nordeste a produzir as long necks Budweiser, Stella Artois e Skol Senses e a importar a Corona. No local, já são produzidas as principais marcas da cervejaria, como Skol, Antarctica, Brahma, Guaraná Antarctica e Soda. Também neste mês, a Brasil Kirin, dona da Schin e Devassa, concluiu a ampliação da sua fábrica em Igarassu, no valor de R$ 400 milhões, e anunciou mais R$ 500 milhões para as próximas etapas, previstas até 2020. Às margens da BR-101, a fábrica irá abastecer, além de Pernambuco, os Estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Ceará. 
Em abril, foi a Itaipava que inaugurou sua nova fábrica, em uma cerimônia com pompa e o ex-presidente Lula como convidado. Segunda unidade do Grupo Petrópolis no Nordeste, a planta recebeu R$ 600 milhões. Segundo a gerente de propaganda da empresa, Eliana Cassandre, Pernambuco foi escolhido por sua localização estratégica, que permitirá a distribuição da cerveja para todos o Nordeste. Atualmente, Grupo Petrópolis e Brasil Kirin empregam 2.400 funcionários em Pernambuco. A Ambev não informou detalhes, afirmando estar em período de silêncio, que antecede a divulgação de seu balanço. 

ATRATIVOS Um dos atrativos do Estado é o Prodepe, programa de incentivos fiscais do governo pernambucano, que concedeu crédito presumido de 85% do ICMS às cervejeiras. Para o diretor-executivo da CervBrasil, Paulo Petroni, o recente aumento da renda per capita em uma região que tem temperatura média alta durante todo o ano também interessa às empresas. 
O otimismo não caiu nem mesmo com a crise -no primeiro semestre, a produção do setor caiu 6,7% em relação ao mesmo período de 2014. "Queremos acreditar que teremos novamente um cenário de desenvolvimento econômico do país", diz Petroni. Para o economista-chefe da Fiepe (Federação das Indústrias de Pernambuco), Thobias Silva, o crescimento robusto das cervejeiras nos últimos anos -a uma média anual de 5%- deu condições para que elas façam aportes mesmo no cenário de crise. Segundo Silva, a mão de obra qualificada e de baixo custo, a posição estratégica no crescente mercado nordestino e a melhora da infraestrutura para distribuição também contribuem para atrair as empresas para Pernambuco, onde o setor de bebidas representa 11,6% da indústria de transformação. O secretário pernambucano de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, acrescenta que a existência de um aquífero no polo cervejeiro também foi essencial para a instalação das fábricas -a indústria consome quatro litros de água para cada litro de cerveja produzida.

Por Patrícia Brito - Folha Press

segunda-feira, 27 de julho de 2015

REPENSANDO: Cidades mais humanizadas

“Cidade para as pessoas” tem sido uma expressão recorrente para quem é sensível às demandas urbanas. Mas a prática mostra que fazer uma cidade, onde há interesses diversos em jogo, é quase uma atividade pedagógica: é preciso fazer, testar, para então descobrir quais as melhores soluções urbanísticas em cada espaço da urbe. O arquiteto e urbanista argentino Claudio Sat esteve recentemente na capital pernambucana para mostrar suas experiências na reconversão de ambientes urbanos degradados, como os centros históricos, as áreas portuárias e as frentes d’água. Ele participou da requalificação dos espaços públicos do porto de Veneza, na Itália, e da recuperação urbanística de uma região industrial e portuária de Lisboa, em Portugal. Após 20 anos “de uma nova Lisboa”, ele fala com propriedade sobre a importância de se devolver às pessoas as áreas abandonadas e como a conquista do espaço urbano é uma experiência contínua, feita a partir de pequenas intervenções possíveis.

"Urbanismo é experiência, não ciência"


Foto: Roberto Ramos/DP/D.A.Press

A área histórica de Lisboa, em Portugal, começou a ser recuperada em 1995 para receber, três anos depois, um grande evento internacional, a Expo 98. Conte um pouco dessa experiência e por que, 20 anos depois, essas obras continuam importantes para a cidade.

As intervenções em Lisboa foi um caso de muito sucesso não apenas para a cidade. Eu diria que para todo Portugal. A recuperação começou a 10 km do centro histórico de Lisboa, naquilo que se chamou de zona oriental, e não exatamente no centro histórico. Depois de 20 anos é interessante refletir sobre, porque só agora se pode fazer uma avaliação melhor da intervenção, que recuperou espaços públicos e de habitação de toda a cidade. Para além da requalificação da área física, o que é mais importante é que deu novamente à gente de Lisboa a ideia de utilização do rio. Por muitos anos, a região portuária e industrial negou essa relação que a cidade tinha com o Rio Tejo. É interessante observar que a partir de uma intervenção pública pela própria prefeitura deu fôlego para que houvesse investimentos privados nas habitações. E tudo isso teria sido muito difícil para os urbanistas, talvez impossível, se não tivesse, durante todos esses anos, um grande interesse da prefeitura e do governo, no espaço público.

Qual seria o ponto em comum entre o centro histórico de Lisboa, que estava sem utilização, e o do Recife, ainda hoje bastante degradado?
Penso que o Recife tem o problema geral de todos os centros históricos: está desabitado durante a noite. Não tem moradores, só existe vida comercial, o que torna o lugar sujo, escuro e inseguro. E não faz sentido uma intervenção urbanística se não existe um uso misto, se não existe sobretudo gente da própria cidade. O centro histórico, geralmente, é apresentado como o mais característico de uma cidade. Então tem que ter habitantes dessa cidade. E o que acontece normalmente? O centro histórico tem suas habitações demasiadamente caras, que acabam sendo compradas e utilizadas por estrangeiros, que fazem investimentos nesses espaços para alugar para outros turistas. E se esvazia dos habitantes da própria cidade. É uma contradição. É um problema comum, que acontece quando não existe uma política concreta de habitação. Quando um bairro se passa a ser seguro? Quando se há moradores que cuidam das casas e dos espaços.

Quais as principais intervenções que os urbanistas fizeram junto com o poder público para revitalizar a área histórica de Lisboa?
A Expo 98 funcionou como motor. Houve uma cumplicidade, inclusive, com o resto do país e com o resto dos habitantes de Lisboa. Porque o objetivo principal não foi a realização do evento em si, mas o que ia acontecer depois, que era a recuperação de uma área de 340 hectares com 5km de frente ribeirinha, implantação de habitação e equipamentos públicos, como pavilhão e centros culturais. O projeto foi âncora de uma futura cidade que nascia ali. Uma cidade que hoje se chama Parque das Nações. Antes este local era uma zona totalmente degradada, uma área de refinaria, de depósito de sucata, que estava tão poluído que foi necessário retirar quase um metro de terra e despoluir o Rio Tejo. Então foi uma operação também ecológica. A partir daí foi construída uma nova ponte de 13km que ligava essa zona à outra margem de Lisboa, e que permitiu tanto reduzir o trânsito como deixar a cidade mais conectada. Depois, outras áreas de Lisboa começaram a ser recuperadas também e o sucesso das intervenções motivou a requalificação até de outras cidades. Criou-se uma nova centralidade metropolitana na parte oriental de Lisboa, junto ao Tejo. Foi um processo de planejamento, concepção, construção e gestão do patrimônio público.

Portugal não é um país rico e conseguiu requalificar diversas áreas históricas que estavam degradadas. É possível fazer isso com um orçamento público limitado? Ou a melhor solução seria dar essa responsabilidade à iniciativa privada?
Entre 1995 e 1998, houve um investimento concentrado feito com recursos do orçamento público que tem qualquer prefeitura. Mas eu acho que essa questão não tem a ver com a quantidade de dinheiro a ser investido, mas sim com o conceito. Para mim, o espaço público e o privado não são incompatíveis. Pelo contrário. Porque quando se reabilita um centro histórico, por exemplo, valorizam-se os espaços privados. Se em frente às edificações, há uma praça, árvores e calçadas de qualidade, o prédio vai se valorizar. Então eu acho que o capital privado é bem vindo e é necessário. O espaço privado só não pode se sobrepor ao espaço público.

Pode citar um exemplo no Recife?
Observei que na Avenida Boa Viagem todos os edifícios possuem muros muito altos. Não há qualquer relação entre o público e o privado e isso gera uma segregação social, que traz insegurança e violência, degradando ainda mais o espaço urbano como um todo. Quem caminha por essa avenida não encontra um café, há pouquíssimo comércio e há muito pouco no sentido de utilização do chão da cidade. Você tem dois extremos. O espaço mais público da cidade, que é a praia, com um espaço extremamente segregado. Já o que se fez na Avenida Rio Branco é um exemplo do que é possível fazer com pouco recurso. Muitas intervenções não têm a ver com quantidade de recursos financeiros, mas com atitude do poder público. Agora para isso você tem que resolver um problema sério, que é o carro. Porque o carro sempre avança naturalmente no espaço público. Tem que resolver a necessidade por transporte público, onde necessidade de grandes investimentos. Isso vai libertar as pessoas do carro automaticamente. E consequentemente vai libertar muitos metros quadrados dos espaços públicos que são hoje utilizados pelos carros. Por isso, achei a intervenção na Rio Branco como simbólica. Esse tipo de espaço é possível com pouco investimento.

E em relação à altura dos prédios?
Em muitas cidades litorâneas, há prédios muitos altos. Não me preocupa a altura, mas o que tem no chão, que relação e que continuidade ele tem com o espaço urbano e com as pessoas. Veja os exemplares de Le Corbusier. Edifícios altos, com a parte do solo vazada. Aí você tem dois elementos: o funcional e o paisagístico. A área do solo pode ser pública e a parte de cima privada. O bom urbanismo é equilibrado. O investimento privado precisa existir, mas deve ser negociado com o poder público. E é o poder público quem tem que ditar as regras. É o poder público que tem que planejar, definir.

Existe um conceito ou uma fórmula de urbanização para as cidades?
Não. Urbanismo é experiência, não ciência. O poder público deve fazer intervenções pedagógicas, sequenciadas e paulatinas. Até porque ele precisa da aprovação do cidadão, que é quem utiliza aquele espaço. Não pode simplesmente chegar e fazer, como uma imposição. E eu digo que há muita experiência urbanística para ser feita nesta cidade.

Saiba mais:
Formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Córdoba, na Argentina;
Deu continuidade aos seus estudos e pesquisas no Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza, na Itália;
Participou de projetos como a “Reorganização da área portuária de Veneza” e a “Organização do Sistema de Transporte e área verde do centro histórico de Veneza”;
Em Portugal, faz parte da Ordem dos Arquitetos, onde participou, entre outros projetos, do Plano Estratégico de Nazaré;
É autor do livro “Telhados Contemporâneos na Arquitetura Portuguesa” (2006).

Fonte: Rosália Vasconcelos - DP

FIG 2015: Silvério Pessoa carimbou o Palco Pop com seu talento

Foto: Aquilles Soares
O cantor Silvério Pessoa trouxe para o Palco Pop na sexta (24), um show que facilmente poderia ser apresentado no Palco do Forró. "Cabeça Feita" traz as canções marcantes de Jackson do Pandeiro. "Levar este trabalho para o Palco do Forró era o óbvio. O festival foi muito feliz em trazê-lo para o Palco Pop. Porque Jackson do Pandeiro é pop", declarou o cantor à imprensa.

LANÇAMENTO: 'Prêmio Ariano Suassuna' foi lançado no Festival de Inverno de Garanhuns

Foto: Paula Cavalcante / G1
O prêmio Ariano Suassuna de Cultura e Dramaturgia foi lançado na tarde do sábado (25) durante o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). O principal objetivo da iniciativa é fortalecer os diálogos culturais entre as gerações.

A cerimônia ocorreu no Parque Euclides Dourado e contou ainda com a participação do governador Paulo Câmara e da presidente da Fundarpe, Márcia Souto, além de parentes de Ariano Suassuna e da homenageada da 25ª edição, Luzilá Gonçalves.

Os parentes de Ariano dizem ter recebido a notícia com alegria. "Isso mostra o reconhecimento das pessoas a tudo que ele plantou, tudo o que ele defendeu em toda a sua vida. Ele ia ficar muito emocinado, gratificado, pois ele gostava muito de ajudar pequenos grupos", destaca Mariana Suassuna, filha do escritor.

Fonte: G1

FIG 2015: E.... acabou! Confira o que aconteceu na última noite do FIG 2015

Foto: Jefferson Teto
Uma multidão foi até a Praça Cultural Mestre Dominguinhos, área central de Garanhuns, no encerramento da 25ª edição do Festival de Inverno, que aconteceu entre a noite desse sábado (25) e madrugada deste domingo (26). De acordo com a Polícia Militar, Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, mais de 65 mil pessoas lotaram o espaço e, por medidas de segurança, os acessos à praça tiveram que ser fechados antes mesmo da última atração subir ao palco.

Foi a cantora garanhuense Andrea Amorim que abriu a noite. Ela já tem aproximadamente 15 anos de carreira e foi primeiro lugar geral em um dos festivais de Música e Arte de Garanhuns. Com fortes influências do pop rock, em sua apresentação, ainda houve a participação do Projeto Batuque de Garanhuns, em uma homenagem ao cantor Chico Science. "Eu queria fazer uma homenagem a Chico Science, e sem a alfaia fica uma coisa meio vazia. E a primeira coisa que me veio à cabeça foi o Projeto Batuque”, disse Andrea, que empolgou o público.

A segunda atração da noite, Bonsucesso Samba Clube, trouxe músicas do seu novo álbum, intitulado "Coração da Boca que Sai". Antes do show, o vocalista Rogerman falou sobre a importância do evento para os artistas. "Hoje nós temos tantas coisas que sustentam a musicalidade pernambucana, como o próprio FIG, que é um objeto de extrema importância para isso", ressaltou.

Já os pernambucanos do Mombojó, banda que faz parte do novo cenário musical do estado, vieram com o repertório do novo álbum "Alexandre", além dos hits de lançamentos anteriores que fizeram a galera pular.

Por último, foi a vez da banda Capital Inicial. O público eufórico gritou para receber o vocalista Dinho Ouro Preto. O grupo, que foi formado em 1982, em Brasília, tocou os grandes hits de sua carreira como "Primeiros Erros", "Independência" e "Quatro Vezes Você". Dinho demonstrou carisma, interagindo com o público que também deu um show a parte, e com um coral com mais de milhares de mãos levantadas, a banda encerrou com muito brilho mais uma edição do Festival de Inverno de Garanhuns.

Texto: Aquilles Soares / Cloves Teodorico

LEI SECA: Blitz da Lei Seca testa câmeras que filmam abordagem a motoristas

Imagem: Reprodução internet
A partir de hoje (27), os policiais militares que atuam na Operação Lei Seca em Pernambuco começam a testar um novo equipamento. É uma microcâmera, que poderá ser instalada nos óculos ou nos coletes do fardamento. As câmeras serão utilizadas para registrar as ocorrências, de forma que as imagens possam servir como provas, tanto para a polícia quanto para a população.

O comandante da Operação Lei Seca no estado, coronel André Cavalcanti, explica que a câmera grava toda a abordagem dos policiais, com imagens que podem ser acompanhadas através de celulares. "O celular fica com o comandante da operação e ele fica vendo as imagens que o policial está fazendo. Essas imagens servem como prova que a polícia pode usar", aponta Cavalcanti.

Ao todo, a polícia está testando doze câmeras, cada uma com capacidade para doze horas contínuas de gravação. As imagens poderão ser utilizadas para identificar condutores alcoolizados ou que se recusam a fazer o teste do bafômetro, por exemplo.

O coronel Cavalcanti afirma também que a população pode solicitar as imagens. "Se ele achar que a gente fez algo errado, houve algum abuso [na abordagem], ele pode solicitar e nós vamos verificar essas imagens", diz. De acordo com coordenador, ainda não existe previsão de quando o equipamento deve ser utilizado amplamente. "Mas a gente vem fazendo os testes e é um equipamento muito bom, que ajuda muito o policial e o condutor", completa.

Fonte: G1

SOBRE RODAS: Comitê de Prevenção de Acidentes realiza ação educativa na Semana do Motociclista‏‏

Nos últimos dez anos, a frota de motociclistas no estado de Pernambuco, teve um aumento de 380%, passando de 228 para 869 mil motos. O crescimento das estatísticas de acidentes neste período são preocupantes. No Estado os acidentes com moto representam mais de 30% das ocorrências de acidentes de trânsito.

Para buscar diminuir estes altos índices, o CRPAM - COMITÊ REGIONAL DE PREVENÇÃO AOS ACIDENTES DE MOTOS da V Gerência Regional de Saúde, em
Garanhuns, programou uma agenda comemorativa do Dia Nacional do Motociclista - 27 de julho, que será estendida para semana de 27 à 02/08/2015, com mobilização dos parceiros membros Comitê, realizando uma série de atividades para chamar a atenção e a responsabilidade dos motociclistas da região para SEGURANÇA, LEGISLAÇÃO e EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO.

Segundo a gestora da V GERES, Dra. Catarina Tenório, "a expectativa é que principalmente os trabalhadores motociclistas, percebam a importância de iniciativas que possam promover a prevenção de acidentes, participando dos cursos, reciclegem e moto check up, que serão oferecidos gratuitamente pelas instituições parceiras do COMITÊ,
a exemplo da Auto Escola Drive, Auto Escola Garanhuns, Alves Motos Honda, DER/PE, Polícia Rodoviária Federal, AMSTT, V GERES, DETRAN/PE, entre outros".

A abertura das atividades acontece na próxima segunda (27), às 09h, no Espaço Luiz Jardim, centro de Garanhuns. A programação completa das atividades está disponível na V GERES.


Para saber mais:
V GERES - Gerência Regional de Saúde
Dra. Catarina Fábia Tenório
Endereço: Rua Joaquim Távora, 240 – Garanhuns/PE
Telefone: (87) 3761.8341 / 3761.8342
E-mail: gerencia.saude.pevgeres@hotmail.com

Imprensa:
Ronaldo Cesar Carvalho - VOX COMUNICAÇÃO
(87) 99988.0423

OAB GARANHUNS: Realiza Quinzena do Advogado com cursos, palestras e festa de confraternização‏‏

Presidente Dr. Paulo André do Couto Soares
Foto: Divulgação
A OAB - Ordem dos Advogados do Brasil - Subseccional Garanhuns - está finalizando a programação das atividades que marcarão o Dia do Advogado, que é comemorado em 11 de agosto, entretanto uma extensa agenda de palestras, cursos e até uma festa estão sendo organizados pela OAB em parceria com a Comissão de Assistência ao Novo Advogado, com abrangência no Agreste Meridional, mobilizando a categoria profissional por duas semanas.

Na programação que será divulgada esta semana, já se podem adiantar excelentes atividades, como a palestra com o Deputado Federal Tadeu Alencar, que versará no dia 14 de agosto, em palestra bastante concorrida, sobre as críticas ao processo no Congresso Nacional que prejudicou avanços na Reforma Política. Tadeu Alencar fez parte da
Comissão Especial na Câmara dos Deputados que debateu o tema. No mesmo dia, ou melhor, à noite, os advogados e convidados têm sua confraternização no Restaurante Terraço, com apresentação de Leo e Banda, e o forró de Ronaldo Cesar.

O presidente da OAB Garanhuns, Dr. Paulo André do Couto Soares, registra: "Estamos finalizando a programação, e podemos adiantar que buscamos atender tanto a formação, com cursos e palestras de atualização de conhecimentos, como proporcionar um momento de confraternização. Será a primeira vez que isto acontece, e estamos
muito satisfeitos com a repercussão positiva."

CURSO: Gestão Estratégica de Escritórios na Advocacia

Advogados e administradores que atuam na região de Garanhuns e cidades circunvizinhas podem participar, de 31 de julho a 1° de agosto, do curso “Gestão estratégica de escritórios na advocacia”. O objetivo da capacitação, promovida pela OAB Garanhuns, é proporcionar
conhecimentos relacionados à gestão de escritórios individuais ou pequenas sociedades de advogados que estão se expandindo para o interior e buscando a profissionalização e a implantação de melhores métodos de trabalho.

O advogado Ivo Tinô do Amaral Júnior, do Urbano Vitalino Advogados, será o instrutor. As inscrições estão abertas até o dia 31 e podem ser feitas por telefone ou pessoalmente na sede da instituição, situada na Av. Euclides Dourado, 498, Heliópolis. As vagas são limitadas.

Entre os temas que serão abordados no curso estão elaboração de plano de negócios advocatício, técnicas de planejamento e de gestão, ferramentas de promoção dos escritórios, registro e tributação, cobrança e qualidade de serviços, aspectos financeiros e econômicos, financiamento e uso da tecnologia da informação, entre outros assuntos. O investimento na capacitação é de R$ 20,00. Mais informações pelo telefone (87) 99957-0416.


Para saber mais:
OAB/PE Subseccional Garanhuns
Presidente Dr. Paulo André do Couto Soares
Av. Dr. Euclides Dourado, 498 - Helópolis - Garanhuns - PE
Telefone: (87) 9.9957-0422 / 9.9957-0416
E-mail: paulocouto.advogado@hotmail.com


Imprensa:
Ronaldo Cesar Carvalho - VOX COMUNICAÇÃO
(87) 99988.0423

CORRIDA DA GALINHA: Começa hoje a 18ª Corrida da Galinha em São Bento do Una

Imagem: Ilustrativa / Reprodução internet
São Bento do Una, maior produtor de ovos e frangos do Nordeste, recebe nesta segunda-feira a 18ª edição da Corrida da Galinha. O evento segue até dois de agosto, com o tema "Grand Prix em Exposição" e uma programação com competições, shows e atividades culturais.

Este ano, a expectativa da organização é que 200 mil pessoas circulem pelos sete dias do evento, que gera mais de 2.500 empregos diretos e indiretos. Criada em 1992 por um grupo de amigos, encabeçados pelos irmãos Marcos e Marcelo Valença, a festa chega à maioridade com novidades. Uma das principais é a mudança de local: o Parque de Exposições Eládio Porfírio de Macedo. Os shows gratuitos ganham um novo formato com apresentações em palco, o que abre espaço para outros tipos de atrações.

No palco principal, shows de Simone e Simaria, conhecida como As Coleguinhas, Musa, Léo Santana, Babado Novo e Saia Rodada. Completando a programação musical, o Terreiro Cultural traz apresentações de artistas conterrâneos.

A Corrida de Galos e Galinhas, ponto alto da festa e as demais competições continuam. A pista em circuito fechado, chamada de Galinhódromo, terá uma nova arena com capacidade para 5 mil pessoas, contribuindo para visibilidade e realização de novas brincadeiras.Como uma espécie de paródia da Fórmula 1, a Corrida da Galinha apresenta os ícones do circuito automobilístico, com direto a prêmios para os três primeiros e último lugares.

O Galinhódromo tem 85 metros de extensão. A estrutura ainda conta com o espaço "Pinto stop" e a Torre de Comando onde é feita a transmissão da corrida com narração exclusiva do Galão Bueno e comentaristas. As brincadeiras são divididas em categorias que incluem corridas, competição para quem come mais rápido, concurso de fantasia e imitações. As inscrições para participar das brincadeiras são gratuitas e feitas no local.

Além da competição, a Corrida da Galinha também terá um Polo de Artesanato voltado para a venda e exposição de produtos da região, e o Polo Grastronômico. Haverá também o Ninho do Conhecimento, ação realizada pela Secretaria de Educação, dentro do Galinhódromo. A ação consiste na realização de provas e brincadeiras com alunos da rede municipal, estadual e privada de educação. Durante os dias da festa, o terreiro cultural será aberto para várias oficinas, entre teatro, circo, dança e pintura.

Fonte: Diário de Pernambuco

FIG EM PAUTA: Mais um ano de sucesso!

Foto: Jane Pimentel
O programa FIG EM PAUTA, na 87 fm, foi mais uma vez um sucesso. Agradeço a direção da emissora em confiar neste projeto, pelo terceiro ano consecutivo, e a cada convidado que mesmo atarefado com a realização do Festival de Inverno de Garanhuns, ainda conseguiram tempo para nos prestigiar com suas presenças.

Agradeço também aos patrocinadores do Jornal Crer em Pernambuco que apoiaram a cobertura do FIG 2015:

Terraço Churrascaria e Choperia

Ferreira Costa Center

Clinical Armando Monteiro

Clínica Veterinária Bem Estar

Um agradecimento especial pelo excelente trabalho de produção e reportagem, a Jane Pimentel, sócia na vida e nos negócios.

Obrigado aos ouvintes e leitores!

Até o próximo!

Beto Duran.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

QUARTA IGREJA: Amanhã acontece excelente palestra para casais

Imagem: Reprodução internet
Amanhã, dia 25, o Ministério da Família da Quarta Igreja Presbiteriana de Garanhuns, promove mais uma palestra para casais, objetivando o fortalecimento nos relacionamentos e no ambiente familiar cristão.

O tema deste sábado 25, será: Marido e Esposa, cheios do Espírito Santo, com a ministração do Pr. Wallace Rodrigues, às 19:30h na Quarta Igreja Presbiteriana de Garanhuns, localizada na Estrada do Flamengo, s/n - Boa Vista - Garanhuns.

Esta é mais uma palestra que faz parte da programação do Ministério da Família da Quarta Igreja, que acontece todo último sábado de cada mês.

Maiores informações, ligue: (87) 3762.2267.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

FIG 2015: Reisado Unidos com Alegria brilha no palco da Cultura Popular‏

Foto: Socorro Carvalho / Divulgação
Um dos polos mais movimentados do 25º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), o palco da Cultura Popular, no centro da cidade, recebeu, na manhã desta quinta-feira (23), a apresentação do Reisado Unidos com Alegria, do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Heliópolis. O momento ficou ainda mais especial com o Reisado Raio de Luz, da cidade de Iati. Os dois grupos, somando mais de 50 integrantes, ocuparam o palco em uma única apresentação.

O Reisado Unidos com Alegria tem seus ensaios, semanais, realizados na sede do Cras Heliópolis, vinculado ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), da Secretaria de Assistência Social (SAS). Atualmente, cerca de 40 pessoas, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, integram o reisado.

A apresentação, cheia de cores e dos sons da tradicional dança, foi conduzida pelo mestre Gonzaga de Garanhuns. Moradores e turistas que passeavam pela avenida Santo Antônio paravam para observar a manifestação. Além dos reisados, esta quinta-feira conta, ainda, com apresentações da GRE Garanhuns, Clube Indígena Canindé, Cavalo Marinho Estrela de Ouro, Caboclinho União 7 Flexas e Coco de Mulheres.

Garanhuns é o município de Pernambuco que possui o reisado, em atividade, mais antigo do Estado, que é o “Três Reis do Oriente”. A Secretaria de Cultura Municipal vem articulando junto ao governo do Estado o tombamento da manifestação como Patrimônio Cultural e Imaterial do Brasil.

Texto: Cloves Teodorico

INVESTIGAÇÃO: Quinze mil alunos são vítimas de faculdade que não é credenciada pelo MEC

Prestes a iniciar a construção da casa onde ia morar com o filho e a mulher, o vendedor Luciano Lira, 33, recebeu um panfleto informando que a Faculdade Extensiva de Pernambuco (Faexpe) estava com cursos superiores abertos. O baixo valor da mensalidade - R$ 149 - atraiu o morador de Cabrobó, no Sertão. Um ano depois de começar a frequentar aulas de segurança do trabalho, Luciano descobriu que a Faexpe não tem cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) e é investigada por suspeita de fraude.

A entidade é acusada de ofertar cursos de extensão, graduação e pós-graduação, incluindo mestrado e doutorado, sem credenciamento, autorização e reconhecimento do ministério. As investigações foram acompanhadas, com exclusividade, por dois meses, pela TV Clube/Record.

Em 14 de julho, o Ministério Público Federal em Serra Talhada obteve decisão liminar, na 38ª Vara da Justiça Federal, determinando suspensão de atividades em 25 cidades do estado, interrupção de matrículas, indisponibilidade de bens dos proprietários no valor de R$ 400 mil, proibição de convênios com instituições credenciadas pelo MEC, e paralisação de anúncios publicitários. A decisão foi expedida pelo juíz Bernardo Monteiro Ferraz, que fixou multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento.

Sediada em Caruaru, a Faexpe atua em 43 municípios do interior de Pernambuco, além de outros 11 estados do Norte-Nordeste, segundo o MPF. O Ministério Público afirma que a instituição tem 15 mil alunos. A Faexpe diz ter oito mil matriculados.

Denúncia e ameaças
A suspeita de fraude foi denunciada pela pedagoga Maria Lúcia Carvalho, 59. Ela foi professora da Faexpe por um ano e três meses, até descobrir que disciplinas de cursos superiores tinham carga horário muito inferior à exigida pelo MEC. Segundo ela, uma matéria como sociologia - que requer 60 horas/aula - era dada em 12 horas/aula. “Questionei a coordenação e fui demitida no mesmo dia”, disse a professora, que procurou o MPF após a dispensa.

“Por causa da denúncia, comecei a ser ameaçada por gestores da faculdade. Tive que deixar minha casa, meus bens e mudar de município. Estou vivendo anonimamente e acuada”, contou. O procurador da República Manoel Antônio Gonçalves da Silva, do MPF, fez a investigação.

“Além de não cumprir a carga horária, a faculdade usava prédios provisórios, como escolas públicas, para aulas. Muitas pessoas que dependem do Bolsa Família foram enganadas e usavam o dinheiro para a mensalidade”, denunciou o presidente da Associação de Universitários de Ibimirim, Alysson Bezerra. “Passei um ano pagando R$ 149 (R$ 1.788 ao todo), mas tranquei a matrícula quando soube das suspeitas. Esse valor faz muita falta. Poderia ter dado continuidade à construção da minha casa”, lamentou Luciano Lira.

TV Clube percorreu 600 km

Durante dois meses, o repórter Jairo Bastos, da TV Clube/Record, acompanhou de perto das investigações sobre as irregularidades da Faculdade Extensiva do Pernambuco (Faexpe). A equipe percorreu cerca de 600 km entre o Recife, Caruaru, Ibimirim e Tacaratu, no Agreste e no Sertão de Pernambuco.

Mais de 20 entrevistas foram realizadas para concluir a reportagem investigativa que foi ao ar durante 2 minutos no Jornal da Record ontem. Uma versão estendida da matéria, com 5 minutos, será veiculada hoje nos telejornais locais da TV Clube.

A denúncia sobre a possível fraude chegou à redação por meio de uma fonte. “Durante todo o processo de apuração, contamos com muitas fontes. Ouvimos pessoas que trabalharam para a faculdade, alunos, ex-alunos e o Ministério Público Federal”, pontuou Jairo. Além da apuração em campo, o repórter destaca que boa parte do trabalho foi feita na redação. “Foram muitas ligações e colaborações de fontes por redes sociais, especialmente pelo Whatsapp”, contou.

A matéria foi realizada por uma equipe de cinco profissionais de São Paulo e do Recife. “O que mais chamava a atenção era o fato de a faculdade atrair pessoas de baixa renda de municípios sem instituições de ensino superior. Alguns estudantes usavam o auxílio do Bolsa Família para quitar as mensalidades”, destacou.

Instituições terceirzavam cursos

Três instituições reconhecidas pelo MEC - a Fundação de Ensino Superior de Olinda (Funeso), a Faculdade Centro Oeste do Paraná (FAI/PR) e a Faculdade Paranapanema - ambas sediadas no Paraná -, também são investigadas por participação na terceirização da atividade de ensino. As faculdades não estavam autorizadas a oferecer cursos por meio da Faexpe, de acordo com o MPF.

Por causa das irregularidades, o MPF pediu à Justiça que a Faexpe e as outras instituições sejam condenadas ao ressarcimento de todos os valores pagos pelos alunos.

O Diario tentou contato nos telefones divulgados pela Faexpe, mas uma mensagem informava que os números não existiam. Em entrevista à TV Clube/Record, o advogado da empresa, Emerson Eric, afirmou que a Faexpe apenas terceirizava cursos de faculdades autorizadas pelo MEC. “A Faexpe entra como empresa terceirizada para comercialização, cobrança e marketing”, disse. A Funeso informou que não foi notificada oficialmente pelo MPF sobre a investigação.

“Só posso dizer que nosso setor jurídico já foi acionado e que temos 44 anos de trabalho sério na cidade de Olinda”, afirmou o diretor geral da Funeso, Célio Costa. As faculdades paranaenses negaram parcerias com a Faexpe. O Diario procurou o Ministério da Educação, que não respondeu.

Fonte: Diário de Pernambuco