Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 6 de julho de 2013

ENTREVISTA: Roberto Almeida - Um jornalista a serviço de Garanhuns

A frase “Um Jornalista a serviço de Garanhuns” estampa a capa de um dos mais acessados blogs de Garanhuns, no blog do Roberto Almeida o que não falta é instantaneidade e compromisso com as notícias do agreste.
José Roberto de Almeida nasceu em Capoeiras. Começou seus estudos na terra natal e depois fez o antigo ginásio e colegial no Diocesano e Colégio XV. Concluiu jornalismo na Universidade Católica, em Recife e iniciou na profissão ainda como estudante. Foi revisor no Diário de Pernambuco, repórter e editor na Rádio Clube, repórter no Jornal do Comercio, editor na Folha de Pernambuco e Chefe de Reportagem na TV Pernambuco, além de Subsecretário de Imprensa de Estado na gestão de Carlos Wilson. Em Garanhuns foi diretor do O Monitor, fundou o Correio Sete Colinas, o Jornal da Sete e o Jornal Marano. Foi secretário em Capoeiras com Zezinho, Aluízio e Dudu. Publicou os livros "Árvore dos Poemas", "Um Repórter na Cidade das Flores", "Na Terra do Presidente", "As Desventuras de Raulzito" e "A Geração de Eurípedes". Desde julho de 2009 edita o Blog do Roberto Almeida, que consolida a forte tendência do Jornalismo digital através dos blogs.  Confira nosso bate papo com esse comunicador social que leva Garanhuns ao mundo pela internet.

Jornal Crer em Pernambuco: Os blogs são uma tendência dessa geração, pessoas de todas as idades, habilitam portais digitais, para expor ao mundo o que pensam. A exemplo do seu blog, como você destaca a importância do bom uso desse meio de comunicação?
Roberto Almeida: Acredito que os blogs estão cumprindo um papel muito importante, levando as notícias de cada cidade a todos os recantos do mundo através dessa formidável ferramenta que é a internet. Importante na sua questão o uso da expressão “bom uso”. É preciso realmente estar atento a que os blogs e sites sirvam à sociedade, ajudem a melhorar as cidades e quem sabe o mundo.

JCP: Como você destaca o impacto dessa tendência digital, nos demais meios de comunicação (Impresso, TV, rádio)?
RA: Existe um consenso entre jornalistas, intelectuais, comunicadores e professores da área de comunicação que o jornalismo digital está esvaziando o jornalismo impresso. Jornais estão morrendo a cada dia no mundo inteiro. O impacto dos blogs é muito forte, nem o rádio e a televisão podem ignorar a força da mídia digital. Veja que mesmo nas novelas estão sempre criando personagens que têm um blog...

JCP: Como você avalia a imprensa de Garanhuns?
RA: Acho que a imprensa de Garanhuns melhorou muito nos últimos tempos, principalmente depois do fortalecimento da mídia digital. Os blogs fazem com que os jornais impressos e as rádios também façam esforços para melhorar cada vez mais.

JCP: Como você avalia a linha editorial do Jornal Crer em Pernambuco?
RA: Acho o Jornal Crer um veículo importante, que tem uma linha editorial ampla, aberta à comunidade. Torço para que se mantenha e seja cada vez mais influente nesse mundo de tantas novidades.

JCP: Conhecendo sua vasta experiência na área jornalística, principalmente com pautas políticas, como você destaca a importância da comunicação social para o esclarecimento do povo, e conseguintemente, um maior empenho da gestão publica?
RA: Os jornais, as emissoras de rádio e TV, os sites e blogs exercem um papel importantíssimo na formação das pessoas. Veja que nas últimas eleições, os prefeitos da nossa região, que sempre venciam, foram derrotados pelas oposições. Poucos conseguiram se manter. E isso ocorreu pela força da mídia. Sempre defendi uma comunicação a serviço do povo, o jornalismo como um sacerdócio, voltado para conscientizar o cidadão,  e comprometido com a verdade.

JCP: Qual a sua visão do crescimento da nossa região e o amadurecimento políticos dos nossos gestores?
RA: A nossa região tem de ser olhada como um todo. Tem gente que acha que Garanhuns é o centro do mundo, outro mora em Jupi ou Caetés e adora falar mal de Garanhuns. Lajedo pensa que pode vir a ser o centro do Agreste e por aí vai. Tudo isso é besteira, coisa de quem tem mentalidade provinciana. O que existe é a Grande Garanhuns, formada por 22 cidades ou mais, pois até algumas mais distantes, já fora do Agreste Meridional, sofrem a nossa influência. Os políticos nas prefeituras, na Codeam, devem pensar grande e trabalhar para o crescimento conjunto da região.

JCP: Como você analisa o atual cenário político de Garanhuns?

RA: Estou animado. Tivemos três gestões seguidas de políticos com essa visão estreita, provinciana, não enxergando além de Garanhuns. Izaías é uma pessoa que veio de uma cidadezinha, teve origem humilde e venceu como comerciante e na política. Ninguém chega a ser deputado três vezes e prefeito de Garanhuns à toa. Ele tem desenvoltura, é inteligente e pensa à frente. Já andou por todo o Brasil e em vários países do exterior e alargou sua visão de vida. Tem tudo para acertar como gestor e tirar o município desse marasmo, promover o desenvolvimento da cidade, que poderá se refletir sobre todo o Agreste.

Fonte: Jornal Crer em Pernambuco
Foto e Reportagem: Juliana Dias
Editor Chefe: Beto Duran