Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

GARANHUNS: Palestra ensina como crescer na crise com as mídias sociais

Com o agravamento da crise econômica e o embalo da internet, muitas empresas aderiram ao comércio eletrônico na tentativa de potencializar suas vendas e fidelizar clientes. Entretanto, as estratégias nem sempre são corretas e podem acabar dando errado e gerando um gasto desnecessário. Para orientar empresários e gestores no mercado online do varejo, o Sebrae, em parceria com o Senac, promove a palestra Mídias Sociais: O Segredo para Crescer na Crise, na quinta-feira (17), em Garanhuns.

O palestrante da noite, Steven Albuquerque, é mestre em administração e consultor em marketing tradicional e digital, além de ser professor em cursos de pós-graduação em mais de 30 universidades de oito estados nas regiões Norte e Nordeste. Na pauta do especialista, há tópicos como mercado digital, mudanças de comportamento das gerações X, Y e Z, ferramentas de marketing digital, entre outros assuntos.

“O intuito da palestra é despertar nos empresários o interesse de divulgar seus produtos pelas mídias digitais, pois essa é uma forma muito relevante de fortalecer os micro e pequenos negócios”, afirma Alessandra Mendes, analista de Comércio e Serviços da unidade do Sebrae em Garanhuns.

As inscrições podem ser feitas na unidade do Senac em Garanhuns (Rua Maria Ramos, nº 22, Heliópolis), apresentando RG, CPF e CNPJ (se for o caso) e também pelo link http://loja.pe.sebrae.com.br/loja/evento/1092288. Mais informações pelo telefone (87) 3764-2703 ou (87) 3221-3333.

SERVIÇO

Evento: Mídias Sociais: O Segredo para Crescer na Crise
Data: 17 de agosto
Horário: 19h às 21h
Investimento: R$ 10,00
Informações: (87) 3764-2703 ou (87) 3221-3333

POLÍTICA: Três anos depois, acidente com Eduardo Campos tem impacto político em PE

Reprodução / Folha PE
Os desdobramentos judiciais do acidente aéreo que matou Eduardo Campos ainda geram incertezas ao grupo político do ex-governador de Pernambuco e ao seu legado três anos depois da queda do avião em Santos (SP), completados neste domingo (13). E podem se tornar o centro da disputa pelo governo de Pernambuco no próximo ano.

Três dos principais envolvidos na Operação Turbulência, iniciada com uma investigação sobre o arrendamento do jato no qual Campos viajava, assinaram acordos de delação premiada com o Ministério Público Federal no início deste ano.

Os empresários João Lyra Pessoa de Melo Filho, Apolo Santana Vieira e Eduardo Freire Bezerra Leite prometem dar detalhes sobre transações financeiras envolvendo superfaturamento de obras ligadas ao governo de Pernambuco. Lyra era apontado como elo entre Campos e empreiteiras.

Os três empresários são acusados de formação de organização criminosa, lavagem de dinheiro, pagamento de propinas e crimes contra o sistema financeiro. De acordo com o Ministério Público, os suspeitos teriam movimentado dinheiro de forma fraudulenta entre empresas de fachada. O esquema teria vigorado entre 2010 e 2014 e movimentado cerca de R$ 600 milhões, segundo a Polícia Federal.

Apontados como donos do avião que transportava Campos, os empresários estão sendo processados por moradores de Santos que tiveram seus imóveis danificados com a queda do avião. Também correm ações contra a AF Andrade, holding apontada como operadora do jato, e o PSB. Todos negam judicialmente responsabilidade de ressarcir os prejuízos.

Em janeiro, a PF deflagrou a Operação Vórtex como um desdobramento da Turbulência. A ação investigou a participação de uma terceira empresa, a Lidermac, na compra da aeronave.

Na época, o PSB contestou a existência de qualquer irregularidade envolvendo o partido e a empresa, alegando que fez apenas uma doação de R$ 500 mil ao PSB na campanha de 2014 de forma oficial. O partido também afirmou ter confiança na "conduta sempre íntegra" do ex-governador Eduardo Campos.

O PSB de Pernambuco ainda enfrenta a situação de ver três dos principais afilhados políticos de Eduardo Campos serem alvo de inquéritos: o governador Paulo Câmara (PSB), o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB).

Câmara deve disputar a reeleição ao governo do Estado e poderá enfrentar nas urnas Bezerra Coelho, que negocia uma migração para o DEM. Os dois, além do prefeito Geraldo Júlio, são alvos de inquérito na Operação Fair Play, que investiga um suposto superfaturamento de R$ 42 milhões nas obras de construção da Arena Pernambuco para a Copa 2014.

Outro lado
Prefeito, governador e senador negam irregularidades. Em nota, o governo de Pernambuco afirmou que a licitação para a construção da Arena Pernambuco observou todos os requisitos, prazos e exigências da Lei de Licitações e da Lei das Parcerias Público-Privadas.

O governo ainda afirmou "sua posição de absoluta transparência na gestão de recursos públicos". O advogado de Bezerra Coelho, André Luís Callegari, afirma que "todas as operações referentes à licitação do estádio foram julgadas regulares" pelos tribunais de Contas da União e do Estado.

Coelho também é alvo de outros três inquéritos no STF (Supremo Tribunal Federal) sob suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. A defesa do senador pernambucano classifica as acusações como "absolutamente descabidas".

Folha PE

ARTE: Artistas garanhuenses levam espetáculo para o sertão do estado

Foto: Amanda Pietra
O Coletivo Tear é um grupo de produção artística, formado em Garanhuns, que leva teatro, música, literatura e artes visuais para o público. Desta vez, o sertão do Pajeú está sendo palco para o espetáculo “Luanda Ruanda – Histórias Africanas”, produzido pelo grupo garanhuense e escrito por Stephany Metódio. Pela manhã, a comunidade quilombola Gameleira, em Carnaíba, está recebendo a obra. Durante a tarde, será a vez do Quilombo Umbuzeiro Leitão, em Afogados da Ingazeira.

A montagem conta com uma narração de histórias afro-brasileiras, encenadas pela atriz e contadora de histórias, Stephany Metódio, e pelo o ator Leo Silva. O público pode conferir uma série de fábulas, mitos e lendas do universo folclórico.

A iniciativa de levar a obra para as comunidades quilombolas do sertão pernambucano foi criada em 2016, a partir do incentivo do Funcultura, do Governo de Pernambuco. Os quilombos Conceição das Crioulas, de Salgueiro, e Águas Claras e Livramento, de Triunfo, já fizeram parte do roteiro das contações de histórias que valorizam a identidade negra.

Por Daniela Batista / Secom PMG

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

GARANHUNS: Engenheiro presta depoimento em Garanhuns e nega ser responsável por toda obra de prédio que desabou

Matéria publicada no site de not´cias G1 Caruaru, mostra o depoimento do engenheiro que seria resonsável pelo prédio que desabou na cidade de Garanhuns no mês de julho, levando a óbito duas pessoas e provacando danos emocionais e materiais em todos os demais moradores do residencial.

Reprodução da matéria do G1, publicada em 070/08/2017:

O engenheiro Alexandre Gusmão, negou que seja o responsável pela construção do prédio residencial que desabou em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Ele se apresentou na manhã desta sexta-feira (4) na delegacia da cidade e foi ouvido pelo delegado Patrick Dias. O acidente aconteceu em julho deixando duas pessoas mortas.

Alexandre não quis conversar com a imprensa. Segundo o advogado dele, Ernesto Cavalcanti, o engenheiro estava em Recife quando ficou sabendo do acidente e pediu para se apresentar a polícia. "Ele não estava acompanhando a obra e apenas acompanhou o desmoronamento do muro de proteção em 2008. Logo depois deixou o Brasil e foi trabalhar em uma obra em Angola. Ele não tem conhecimento do avanço dessa obra", disse o advogado.

Sobre o fato da base do prédio ter sido reaproveitada, o advogado Ernesto Cavalcanti afirma que o cliente não sabia da situação. "Ele desconhece totalmente. Inclusive ele sugeriu que a base fosse demolida antes de deixar o Brasil. Ele deu suporte a essa obra durante dois meses em 2008", complementou.

Ainda de acordo com a defesa, Alexandre Gusmão apresentou a polícia uma documento de 2010, quando o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea), notifica a obra alegando que a construção não tem um engenheiro. Sobre a Prefeitura de Garanhuns afirmar que a obra é irregular, Alexandre disse que desconhece a situação.

Segundo o advogado, os moradores do prédio procuraram a prefeitura um mês antes do desabamento e pediram a fiscalização de um engenheiro, que confirmou o bom estado do residencial. Ele ainda informou que Alexandre Gusmão assinou apenas uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), em junho de 2009, para reparos no muro.

O advogado afirma que uma ART foi assinada em nome de Alexandre Gusmão em 2008, que contratava ele para a realização de todos os serviços. Segundo ele, o engenheiro desconhece o serviço e também a assinatura em nome dele no documento.

Perícia
A perícia do Instituto de Criminalística realizada na semana passada, apontou falha na estrutura, e no material utilizado. A respeito das declarações sobre vistorias realizadas pela Defesa Civil de Garanhuns no prédio, o coordenador do órgão, Thiago Amorim, esclarece que foi realizada uma inspeção predial há cerca de seis anos.

Na ocasião, foi solicitado ao responsável pelo imóvel que procedesse alguns itens de manutenção da edificação com o objetivo de conservar e recuperar a capacidade funcional. o procedimento é o cumprimento de uma norma técnica brasileira nº 5674/1999, que informa, sugere e obriga a todo e qualquer proprietário de edificação a proceder com a referida manutenção da edificação.

O governo municipal está com um processo administrativo instaurado, que por meio de uma comissão, vai realizar o levantamento da documentação sobre o prédio em questão, para ajudar a apurar as responsabilidades. "Todos os setores da prefeitura estão à disposição para colaborar com as investigações", diz nota enviada pela gestão.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

EM GARANHUNS: Vivo investe R$ 10 mi com inauguração de rede fibra

Com investimento de aproximadamente R$ 10 milhões, a Vivo inaugurou a sua rede de fibra óptica em Garanhuns. A novidade vai oferecer um grande volume de transmissão e recebimento de dados, por consequência, uma banda larga mais rápida com telefonia fixa. A operação atenderá 22 mil domicílios nos bairros da Boa Vista, São José, Santo Antônio, Aloisio Santos Pinto, Magano, Severiano Moraes Filho, Heliópolis, Francisco Simão dos Santos Figueira e Dom Thiago Posima.

De acordo com o Diretor Regional da Vivo Nordeste, Renato Pontual, a cidade será contemplada com o que há de mais moderno em termos de banda larga de ultra velociade no Brasil, com isso, as soluções voltadas para o atendimento que a operadora estará levando para o município abrange não só as residências como também os mercados corporativos. Assim, segundo Pontual, todos estarão navegando em uma internet com muito mais velocidade.

Com essa implantação, Garanhuns se torna a nona cidade do estado a receber essa operação da Vivo, que só no ano passado, investiu R$ 92 milhões no estado. A operadora está com um grande plano de expansão em sua cobertura no Nordeste, com um aumento da sua rede 4G para 389 localidades e da rede 3G para 1440 municípios, até o final do ano. Em Pernambuco, a rede 4G vai abranger 70 municípios enquanto a rede 3G irá atender a 185 cidades, também até o final de 2017.

Fonte: DP

terça-feira, 1 de agosto de 2017

IMPERDÍVEL: Desenvolva seus potenciais e viva melhor!



Como você se sentiria se tivesse sua renda mensal cortada pela metade ?
Ou se perdesse aquela sonhada promoção para aquele novato?
Ou sabendo que os melhores cursos só estão disponíveis nos grandes centros urbanos?
Até quando você vai tolerar tudo isso? Quanto vale mudar tudo isso e ainda ter sua família unida?
Vem correndo pra o curso "O poder da ação!"
Ministrante autorizado, e maior autoridade do agreste pernambucano.
Coach formado pela FEBRACIS com a Flórida Christian University 🇺🇸

Inscreva-se agora! É só clicar aqui.

OPORTUNIDADE: Moradores de Garanhuns e região serão beneficiados com bolsas de estudo

Diante de um país financeiramente abalado, ingressar ou permanecer no ensino superior tornou-se um desafio ainda maior e, muitos brasileiros vêm adiando a busca pelo diploma, pois as mensalidades inteiras tendem pesar ainda mais no orçamento.

A fim de minimizar as desigualdades sociais, o programa Mais Bolsas proporciona amilhares de pessoas o acesso à educação de qualidade mediante a concessão de bolsas de estudo, com descontos de até 50% nos níveis Superior e Básico.
Os moradores de Garanhuns- PE e região podem concorrer a uma das 500 bolsas que estão disponíveis para o segundo semestre de 2017. Da variedade de cursos ofertados na cidade há vagas para Logística, Pedagogia, Ciências Contábeis, Gestão Ambiental e muitos outros que podem ser conferidos no site oficial do programa.

Para José Araújo, gerente do Mais bolsas, muitas pessoas encontram nos estudos uma forma de driblar a crise e crescer no mercado de trabalho, mas como o lado financeiro de muitos se encontra instável, o Mais Bolsas é uma ponte para facilitar a realização desse sonho.

Os interessados podem se inscrever gratuitamente no site maisbolsas.com.br, escolher a cidade, modalidade e o curso de interesse. Mais informações podem ser obtidas por meio do SAC, CHAT, redes sociais ou central de atendimento, nos telefones 4007-2209, para capitais e regiões metropolitanas, ou 0800 002 5854, para as demais localidades.

Samara Galdino.

ARTE CULTURA: 32ª Bienal de São Paulo, aberta ao público em Garanhuns

Nichole de Andrade / Secom PMG
A 32ª edição da Bienal de São Paulo, expõe o tema: “Incerteza Viva” foi exibida na capital do estado de São Paulo durante o ano passado e em 2017 viaja o Brasil e o mundo. Garanhuns é a única cidade do Nordeste a ser escolhida para receber a mostra, coordenada pelo alemão Jochen Volz, em parceria com mais quatro curadores do México, África do Sul, Dinamarca e Brasil. “Incerteza é um motor que nos faz estar sempre em movimento. Ela faz com que a gente se abra para outras formas de conhecimento”, explica uma das curadoras, Júlia Rebouças.
O recorte curatorial foi elaborado especialmente para Garanhuns. O artista gaúcho, radicado no Recife, Cristiano Lenhardt, está expondo suas peças, produzidas com cará, na Bienal.
A exposição acontece na Galeria de Artes Ronaldo White e no Centro de Produção Cultural do Sesc e estará aberta até o dia 22 de setembro. O horário de funcionamento é de 9h às 21h, de segunda a sexta-feira.

Daniela Batista / Secom PMG